sexta-feira, 20 de março de 2009

Esse Depoimento é de uma grande amiga que eu admiro muito

Olá meu nome é Cristina tenho 21 anos, sou de belo Horizonte- MG e estou grávida de 33 semanas. Vou resumir uma longa, mas uma longa estória mesmo. O Wallace é o pai do meu filho. Conheci ele no banco em que ambos trabalhavamos e ele sempre se mostrou um perfeito cavalheiro, abria porta do carro, falava baixo, não bebia nem fumava e alem de tudo muito bonito... Estava tão empolgada nosso curto namoro, ele sempre tão legal. Eu já estava tão iludida... Aí no feriado viajamos e me entreguei pra ele, o preservativo estourou e eu tomei a pilula do dia seguinte até então tudo bem. Até que eu fiz o exame de sangue e deu POSITIVO... Eu estava no meu horário de almoço no banco e andava pela AV. Brasil igual a uma barata tonta e chorava ao mesmo tempo uma mistura de medo com surpresa e alegria pois sempre quis ser mãe. Não acreditava naquilo que lia, foi quando voltei para agência e liguei para um amigo e fui para a casa dele desabafar, meu amigo me mandou ligar para o pai na hora e contar. Eu não queria contar daquela forma mas estava vúlneravel e segui o conselho do meu amigo, liguei e falei na lata: Lembra que a minha menstruação estava atrasada?Então fiz o exame e deu positivo. Ele claro sugeriu aborto, pois segundo ele, filho é castigo e que se eu morresse para ele seria um grande alívio.. Tentei me aproximar da mãe dele mas ela é conivente com o filho e ele como um calhorda de carteirinha começou a dizer que não era filho dele... Contei para uma pessoa que se dizia ser minha melhor amiga "ela disse que que meu filho seria catarrento caso eu não desse apara adoção e seria mais um para assaltar os outros na rua porque sou pobre e não tenho dinheiro nem pra mim. Afinal eu tinha acabado de ser demitida do banco pois trabalhava por contrato por tempo determinado. Minha mãe no início da gravidez queria me colocar pra fora de casa, me humilhava, me chamava de nomes feios. Mas eu entendo e já a perdoei pois ela tem medo, minha irmã também é mãe solteira de um casal que mora aqui em casa e minha mãe não esperava isso de mim pois sempre fui esperta e ela coitada trabalha muito e mal tem dinheiro para nós já que ela também foi mãe solteira. Meu pai sempre foi ausente a vida inteira. Minha mãe foi traída desde que se casou, até um dia ela mandar ele ir embora (ele não trabalhava e vivia na aba dela). Os anos passaram e ele nunca ligou para mim, pra minha irmã e meus outros 4 meios-irmãos (de outros relacionamentos e extra-conjulgais) Nem meus avós ... Quando foi esse ano ele teve uma cirrose hepática (ele bebe muito e fuma muito também. vive uma vida desregrada), ficou no CTI no aniversário dele isso dia 21 de julho e quase morreu... Eu como sou ingênua, achei que com esse sacode da vida ele iria se redimir e tentar se tornar uma pessoa melhor, mas estava redondamente enganada. Então perdoei e fui atrás, mantive contato porque eu é que ia lá como eu mesma disse... Ele nunca nem pensão deu! Minha mãe que sempre foi auto-suficiente e nunca fez questão. Meu pai se mostrou muito solícito quanto ao fato da minha demissão, pediu toda minha documentação e prometeu entregar para o meu tio (irmão dele do qual tb nunca tive muito contato) olhar e entrar com a causa na justiça e depois chegou a falar que a causa já estava em andamento e tal... Os meses foram passando e eu fui achando estranho nenhuma posição sobre o "tal processo", mas até aí tudo bem... Até que um dia o Banco Santander me ligou a respeito de um empréstimo que estava em andamento, faltando apenas eu entregar o contrato assinado. Eu imediatamente liguei uma coisa à outra e fui mais sagaz e liguei para o meu tio jogando verde e falei: Oi tio tudo bem? Aqui meu pai te falou sobre o meu processo? Ele respondeu: sim. Eu novamente perguntei: E o Sr já leu a minha documentação? Ele respondeu: Olha Cristina eu não tive tempo ainda de ler, mas eu te aconselho a ir ao Ministério do trabalho antes de qualquer coisa porque como seu contrato na empresa era por tempo determinado isso não te assegura a estabilidade provisória na empresa. Sou advogado cível, não trabalhista por isso não posso te dar uma posição concreta sobre o seu caso. Então eu tirei a prova de que meu pai teria mentido e feio pra mim, além de tentar me lesar! Eu na hora como tenho o sangue quente entrei no msn e fui jogando pra ele de que sabia de toda a verdade e perguntei qual era e a intenção dele e se ele era tão desalmado a ponto de tentar lesar a própria filha grávida... Sabe o que ele disse? ele disse que o problema era meu, quem tinha se "deitado" era eu e usou ainda um linguajar que nem eu conhecia, palavrões que nem eu falo! Eu fiquei chocada além dele ter arrumado uma namorada virtual e ter mentido pra ela um monte a respeito da história. Colocou minha mãe como uma usurpadora e disse que tinha até comprado apto pra mim e que meu sobrinho tinha problemas de coração e precisava de cirurgia e que eu já tinha sido presa pois roubava cartões de crédito e clonava e foi ele quem me tirou da prisão.. (olha o absurdo). Minha mãe falou que da missa eu nem sei a metade e me contou mais um monte de estórias estarrecedoras sobre ele que eu nem vou falar mais pq senão vai dar um livro de tanta coisa ruim. Mais uma vez a estória se repete, eu arrumei uma pessoa igual ou pior que esse sujeito pq eu não chamo de pai nem sob tortura. Eu acho que se a justiça em relação a esse sujeito não foi feita até hoje, não há esperanças. Mesmo com tudo isso, decidi ter meu filho pois sabia que tudo nessa vida têm um próposito e a chegada do Lucas me traria um novo sentido a vida. Minha vida mudou radicalmente, e quer saber? Mesmo com toda as dificuldades vividas isso só me tornou uma pessoa mais forte e melhor como ser humano. Hoje não quero nem ouvir falar do pai do Lucas, só pensso no rostinho dele e no rapazinho lindo que ele vai ser. Até minha mãe esta melhorando comigo acho que ela é como eu, pavio curto, meio brava mas de tudo ela é uma boa pessoa. Nunca imaginei que eu fosse tão parecida com ela. Pois ela foi auto suficiente para criar a mim e minha irmã e os netos sozinha, ela é guerreira. Tudo bem que em relação a comprar coisas para o neto até hoje foi só um vidro de vitamina, mas ela quer que eu me vire sozinha para eu ver o que é bom pra tosse e não engravidar mais. Mesmo assim eu estou feliz e pedindo a Deus que mande Luquinhas perfeito com saúde e feliz... Meus sobrinhos já passam a mão na minha barriga e já amam o priminho. E eu aqui vou levando e esperando maio com muita ansiedade e frio na barriga. Beijos para todas.
cristinaalves146@hotmail.com



Cris! Fiquei passada amiga... Que barra que você passou hein!!!! Mas pode ter certeza que vem dias muito melhores na sua vida. Você sabe o tanto que te admiro e o quanto que agradeço por ter a sua amizade né.
Fique com Deus
Beijocas para vc e cheirinhos no Luquinhas

3 comentários:

Débora disse...

Cris ...
Quanta coisa você já passou amiga... e continua aí, firme e mais forte do que nunca!
Me orgulho muito de você. E tenho certeza que o Lucas virá para trazer muuuita luz e muuuita alegria pra você. Chega de sofrimento, de choro...chega né??? Vida nova... recomeço!
beijinho na barriguinha!!

Alice disse...

Cris,
vc sabe do admiração q tenho por vc, né? Passamos por tantas coisas parecidas.....
Vc é uma mulher extraordinária! Qdo eu achava q nao ia mais aguentar, sempre me lembrava de q vc estava por uma situação pior e continuava forte!!!
Vc é um espelho nao somente para as mães solteiras, mas para todas as mulheres em geral!!!! Todas deveriam aprender alguma coisa com vc!!
Parabéns, linda!!! Q o Luquinhas venha para completar a mulher q vc já é, apesar da tão pouca idade ainda!!!!!!!

Cristina Morais disse...

Gente lembram do meu pai aí d depmento? Então ele veio a falecer, ninguem da família veio me avisar e me parece que sem a presença de nehum de seus filhos presentes no velorio ou enterro.